Sábado, 25 de Abril de 2009

Camões dirige-se aos seus contemporâneos

Podereis roubar-me tudo:
as ideias, as palavras, as imagens,
e também as metáforas, os temas, os motivos, 
os símbolos, e a primazia
nas dores sofridas de uma língua nova,
no entendimento de outros, na coragem
de combater, julgar, de penetrar
em recessos de amor para que sois castrados.
E podereis depois não me citar,
suprimir-me, ignorar-me, aclamar até
outros ladrões mais felizes.
Não importa nada: que o castigo
será terrível. Não só quando
vossos netos não souberem já quem sois
terão de me saber melhor ainda
do que fingis que não sabeis,
como tudo, tudo o que laboriosamente pilhais,
reverterá para o meu nome. E mesmo será meu,
tido por meu, contado como meu,
até mesmo aquele pouco e miserável 
que, só por vós, sem roubo, haveríeis feito.
Nada tereis, mas nada: nem os ossos, 
Que um vosso esqueleto há-de ser buscado,
Para passar por meu. E para os outros ladrões,
Iguais a vós, de joelhos, porem flores no túmulo.

Jorge de Sena

publicado por Manuel M. Oliveira às 19:57
link do post | comentar | favorito

VOZES DE ABRIL

"Antes o nosso mundo era a preto e branco e procurávamos na arte a paleta das cores; hoje temos as cores mas falta-nos a massa cinzenta"

 

José Mário Branco

compositor

 

“… que os jovens consigam mudar a lei eleitoral para que um cidadão independente possa chegar ao Parlamento e que exijam aos políticos mais seriedade e que olhem menos para a barriga e mais para o país real.”

 

Alfredo Assunção

militar de abril e general na reserva

 

 

JN-25/04/2009

publicado por Manuel M. Oliveira às 14:41
link do post | comentar | favorito

O CRAVO VERDE VERMELHO

Abril foi verde e vermelho

para as mulheres foi verde e verde.

 

Veio um cravo de madrugada

do jardim de várias mentes

da mão de alguém para a minha.

Trazia um rasto de fogo

e ao circular pelo povo

quanta esperança continha!

 

Era um cravo de Abril vermelho,

mas verde de todos os verdes.

 

Agarramos esse cravo

vermelho, verde, vontades,

e conquistamos liberdades,

leis iguais, vitórias mil.

E eis-nos mulheres de Abril

num país de novos tempos,

derrubando muros, ventos,

reivindicando outro espaço,

novos sentires, pensamentos.

 

E quando penso, mulheres,

nas portas que o cravo abriu,

não sei se a flor é o cravo

se é a esperança que então surgiu.

 

Para as mulheres foi verde e verde

o cravo vermelho de Abril.

 

Abril/2000

Fina d'Armada

publicado por Manuel M. Oliveira às 13:28
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

25 ABRIL

publicado por Manuel M. Oliveira às 23:04
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Abril de 2009

Lá se vai mais um sonho

 

Perdemos os sonhos ou são os sonhos que nos perdem? O meu sonho de menino sempre foi ser presidente de uma empresa intermunicipal de tratamento de resíduos; e quando, em vez de estudar, me punha a ler o "Cavaleiro Andante", minha mãe dizia-me: "Estuda se queres vir a ser presidente de uma empresa intermunicipal de tratamento de resíduos", sabendo que só isso era capaz de me arrancar da companhia de Tartarin de Tarascon e de Tintin.

 

Chegado a esse lugar de exílio que é a idade adulta (o que sucedeu mais ao menos na altura em que Tintin deixou de usar calças de golfe), procurei em vão informar-me acerca de como seria possível realizar tão desmesurado sonho. Só agora, já velho, o descobri. Para se ser presidente de uma empresa intermunicipal de tratamento de resíduos é recomendável, pelo menos em Braga, ter sido condenado por tentativa de corrupção de um vereador, o que (uma condenação por corrupção) é, como se sabe, uma inalcançável miragem em Portugal. Sem meios para tentar corromper vereadores, terei que me ficar pelo jornalismo, que também é uma actividade do sector do tratamento do lixo.

 

JN - 2009/04/02

publicado por Manuel M. Oliveira às 20:47
link do post | comentar | favorito
zeca.jpg




# # online #

dois_dedos@hotmail.com

Blog anterior
2 Dedos (1)


Tempo em Gondomar

»Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

»Agenda


»Frase


"A vida é uma pedra de amolar: ela vos desgasta ou afia, conforme o metal de que sois feitos."

Bernard Shaw

»Música




"Vamos fazer o que ainda não foi feito"
PEDRO ABRUNHOSA

»Posts recentes

» Nós também somos da esque...

» Construir o Futuro.

» Defender Portugal

» DIA 05.JUNHO, VOTA PS!

» JOSÉ SÓCRATES EM ARRUADA ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

»Arquivos

» Junho 2011

» Maio 2011

» Abril 2011

» Março 2011

» Fevereiro 2011

» Janeiro 2011

» Dezembro 2010

» Novembro 2010

» Outubro 2010

» Setembro 2010

» Agosto 2010

» Julho 2010

» Junho 2010

» Maio 2010

» Abril 2010

» Março 2010

» Fevereiro 2010

» Janeiro 2010

» Dezembro 2009

» Novembro 2009

» Outubro 2009

» Setembro 2009

» Agosto 2009

» Julho 2009

» Junho 2009

» Maio 2009

» Abril 2009

» Fevereiro 2009

» Janeiro 2009

» Dezembro 2008

» Novembro 2008

» Outubro 2008

» Setembro 2008

» Agosto 2008

» Julho 2008

» Junho 2008

» Maio 2008

» Abril 2008

» Março 2008

» Fevereiro 2008

» Janeiro 2008

»Dedilhamos

»Pesquisar no blog

 
Força

Portugal! Portugal!
bandportugal.gif
Portugal! Portugal!
povo.jpg

»Projecto Esperança