Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

Fonseca Ferreira deixa CCDR de Lisboa e Vale do Tejo para se candidatar à Câmara de Palmela

O actual presidente da Comissão de Coordena- ção e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), António Fonseca Ferreira, vai deixar este cargo para se candidatar à Câmara de Palmela, manifestando-se contra a acumulação de funções políticas.


"Agrada-me muito que a direcção do PS e o secretário-geral tenham reconhecido que essa era uma situação inconveniente. As pessoas têm-se afastado da política por gestos como as duplas candidaturas e pelo facto de as pessoas mais do que desempenharem funções, ocuparem cargos", disse à agência Lusa Fonseca Ferreira.


Depois de ter estado 11 anos à frente da CCDR-LVT, cargo para o qual foi nomeado, Fonseca Ferreira do PS larga agora o cargo e vai candidatar-se pela primeira vez directamente a um cargo político.


O responsável já tinha manifestado a sua posição contra as duplas candidaturas no Congresso do Partido Socialista em Fevereiro e mais recentemente na Comissão Política que aprovou a lista para as Europeias.


"Não foi dessa [nas Europeias], mas ainda bem que o Partido Socialista vai reconhecendo erros e os emenda. Isto é um bom sinal. Os cargos políticos da importância de uma câmara municipal, da Assembleia da República ou do Parlamento Europeu são missões muito importantes e portanto as pessoas ou se dedicam a uma ou a outra. E isso mostra que põem essa missão à frente da sua carreira pessoal", afirmou.


"Eu podia suspender as minhas funções na CCDR durante os 15 dias da campanha e depois - caso não fosse eleito para a Câmara de Palmela - voltava. Mas não quero que isso aconteça, porque apesar de a CCDR não ser um cargo com a importância política de um deputado da Assembleia da República, tem uma grande importância técnica. E tal como defendo que os deputados não devem acumular funções, também defendo que não devo acumular", frisou Fonseca Ferreira.


Numa reunião, sexta-feira, do secretário-geral socialista, José Sócrates, com os presidentes das federações distritais, foi determinado que os candidatos a presidentes de câmara não se devem candidatar em simultâneo a deputados na Assembleia da República.


Em declarações aos jornalistas à margem do Fórum Novas Fronteiras, que decorreu em Lisboa, o porta-voz do PS, João Tiago Silveira, considerou que a orientação, tomada sexta-feira entre o secretário-geral do PS, José Sócrates e os presidentes das federações socialistas, "eleva a qualidade da democracia".

 

in jornal PUBLICO

publicado por Manuel M. Oliveira às 11:51
link do post | comentar | favorito
zeca.jpg




# # online #

dois_dedos@hotmail.com

Blog anterior
2 Dedos (1)


Tempo em Gondomar

»Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

»Agenda


»Frase


"A vida é uma pedra de amolar: ela vos desgasta ou afia, conforme o metal de que sois feitos."

Bernard Shaw

»Música




"Vamos fazer o que ainda não foi feito"
PEDRO ABRUNHOSA

»Posts recentes

» Nós também somos da esque...

» Construir o Futuro.

» Defender Portugal

» DIA 05.JUNHO, VOTA PS!

» JOSÉ SÓCRATES EM ARRUADA ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

»Arquivos

» Junho 2011

» Maio 2011

» Abril 2011

» Março 2011

» Fevereiro 2011

» Janeiro 2011

» Dezembro 2010

» Novembro 2010

» Outubro 2010

» Setembro 2010

» Agosto 2010

» Julho 2010

» Junho 2010

» Maio 2010

» Abril 2010

» Março 2010

» Fevereiro 2010

» Janeiro 2010

» Dezembro 2009

» Novembro 2009

» Outubro 2009

» Setembro 2009

» Agosto 2009

» Julho 2009

» Junho 2009

» Maio 2009

» Abril 2009

» Fevereiro 2009

» Janeiro 2009

» Dezembro 2008

» Novembro 2008

» Outubro 2008

» Setembro 2008

» Agosto 2008

» Julho 2008

» Junho 2008

» Maio 2008

» Abril 2008

» Março 2008

» Fevereiro 2008

» Janeiro 2008

»Dedilhamos

»Pesquisar no blog

 
Força

Portugal! Portugal!
bandportugal.gif
Portugal! Portugal!
povo.jpg

»Projecto Esperança