Terça-feira, 23 de Novembro de 2010

Querem Privado? Ganhem juízo!

 

 

Há uma discussão por fazer na sociedade. Que espaço deve ocupar a iniciativa privada? Em sectores fundamentais e estratégicos para o funcionamento do estado e da sociedade haverá lugar para a iniciativa privada? A haver, deverá definir a oferta?

A loucura neo-liberal vendeu a ideia que tudo deveria ser entregue à iniciativa privada, que o mercado deveria determinar a vida e a morte da oferta de serviços e produtos… (Ganhar dinheiro é bonito, dá charme, e por isso deverá ser o sonho de todo o mortal.)

Tudo seria muito interessante e mereceria alguns minutos de reflexão, se a qualidade dos serviços fosse o único factor a determinar a vida útil de um serviço. Num mercado cujo motor se assemelha a uma máquina de triturar oferta e procura, extraindo o sumo ( leia-se lucro) a ambos, a oferta sobrevive com uma regra: se der lucro aos gestores do mercado. A imagem é horrorosa mas dá que pensar.

Afirmo aqui a minha profunda crença no estado como força de regulação desta febre de lucro desenfreada. No momento em que alguns sectores da nossa sociedade manifestam desconforto pela ausência de uma resposta ao presidente Cavaco Silva e à sua afirmação de uma necessidade de “mais transparência e abertura ao dialogo “ com o ensino privado, digo: defenda-se o público e se houver tempo e recursos, logo veremos o privado.

Em causa está a decisão do conselho de Ministros de 4 de Novembro, no que respeita ao apoio aos colégios privados com contrato de associação (os alunos frequentam gratuitamente, sendo o ME que assume os encargos financeiros).

Segundo o Público (16.11.2010) “São 93 escolas situadas em regiões onde não havia oferta pública de ensino. A tutela pretende cortar, já este ano lectivo, o apoio de 114 mil euros por turma, para 80 mil, anunciou a ministra da Educação, Isabel Alçada, na quinta-feira, no Parlamento. O privado recebe um corte de 21,9 por cento comparativamente ao ano passado. A Associação de Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo já apelidou as medidas previstas no decreto-lei como um ataque ao ensino privado.”

Ora bem.

Nem há muita razão de queixa. Pelas minhas contas ainda estamos a gastar 80 mil euros por turma. Se cada escola tiver uma turma, são 7,400 Milhões de euros gastos com quem teve o direito de escolher: nem justiça, nem paridade...

Andamos a discutir a sobrevivência da Escola Publica e “alguém” se lembra de dizer que o Ministério da Educação está a falhar com o apoio à escola privada? Será que perdi alguma coisa nestas trocas de argumentos?

Mas,... Escola Privada… Será mesmo necessário? Nos países nórdicos que tantos admiramos, não há escola privada: o estado assume que a educação é um assunto demasiado sério para poder ser deixado à iniciativa privada.

Num tempo de oportunidade, como esta crise que vivemos, vale a pena pensar diferente. Estas acções deram estes resultados: queremos outros resultados? Assumam-se novas acções.

Para quem acha que levo os argumentos a um nível digno dos anos 70, recordo um director de um Colégio privado do Porto que me confidenciava: “Não compreendo estes pais!... Ficam contentes quando eu apresento um balanço financeiro com lucros… Não percebem que o dinheiro que ganharam é a diferença entre o que pagaram e os serviços que dei aos filhos!!!

Mas quem disse que o capitalismo é inteligente? Esperto? Sim. Inteligente? Não.

 

Paulo Fernandes

  

retirado daqui

 

publicado por Manuel M. Oliveira às 00:10
link do post | comentar | favorito
zeca.jpg




# # online #

dois_dedos@hotmail.com

Blog anterior
2 Dedos (1)


Tempo em Gondomar

»Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

»Agenda


»Frase


"A vida é uma pedra de amolar: ela vos desgasta ou afia, conforme o metal de que sois feitos."

Bernard Shaw

»Música




"Vamos fazer o que ainda não foi feito"
PEDRO ABRUNHOSA

»Posts recentes

» Nós também somos da esque...

» Construir o Futuro.

» Defender Portugal

» DIA 05.JUNHO, VOTA PS!

» JOSÉ SÓCRATES EM ARRUADA ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

» ...

»Arquivos

» Junho 2011

» Maio 2011

» Abril 2011

» Março 2011

» Fevereiro 2011

» Janeiro 2011

» Dezembro 2010

» Novembro 2010

» Outubro 2010

» Setembro 2010

» Agosto 2010

» Julho 2010

» Junho 2010

» Maio 2010

» Abril 2010

» Março 2010

» Fevereiro 2010

» Janeiro 2010

» Dezembro 2009

» Novembro 2009

» Outubro 2009

» Setembro 2009

» Agosto 2009

» Julho 2009

» Junho 2009

» Maio 2009

» Abril 2009

» Fevereiro 2009

» Janeiro 2009

» Dezembro 2008

» Novembro 2008

» Outubro 2008

» Setembro 2008

» Agosto 2008

» Julho 2008

» Junho 2008

» Maio 2008

» Abril 2008

» Março 2008

» Fevereiro 2008

» Janeiro 2008

»Dedilhamos

»Pesquisar no blog

 
Força

Portugal! Portugal!
bandportugal.gif
Portugal! Portugal!
povo.jpg

»Projecto Esperança